Na última segunda-feira (24/04) Taylor Momsen e Ben Phillips deram uma excelente entrevista para Eddie Trunk, da rádio Sirius XM. Traduzimos para vocês as partes mais interessantes e inéditas. Confiram:

– Taylor já gravou um álbum solo completo pela gravadora Interscope Records, mas ela jogou fora, pois ele não seguia a direção que ela queria como artista. (Isso foi em meados de 2009). Eram basicamente músicas pop rock, que ela escreveu com outros músicos que eram mais voltados ao pop. Mas ela descartou.
– A gravadora não ficou feliz, algumas músicas inclusive “vazaram” na internet. Eles queriam que a Taylor seguisse uma carreira solo e mais voltada ao pop. Taylor porém queria formar uma banda de rock.
– Tudo isso ocorreu antes do lançamento do Light Me Up (2010)
– Após o Light Me Up, quando a banda voltou a escrever músicas para o próximo álbum, a TPR entrou na justiça e mudou para uma gravadora independente, a qual se mantém até hoje. (A Razor and Tie).
– Taylor disse que é a primeira vez que comentam sobre isso, pois ainda há alguns acordos na justiça que não permitem que falem sobre o assunto.

C-RLDI5XcAEHIqO.jpg
No decorrer da entrevista o Eddie pergunta a Taylor e Ben de onde vieram suas inspirações e como entraram nesse meio artístico.

– Ben disse que sempre gostou de tocar guitarra e antes da TPR tocou em “várias bandas falidas”, até conhecer a Taylor.
– Taylor comenta que o início de tudo é culpa do seu pai, por ser um grande fã dos clássicos e colocar músicas desses artistas desde pequena para ela escutar.
– O Pai da Taylor já foi roadie do Aerosmith anos atrás, e ele inclusive já tocou em algumas bandas, mas nunca profissionalmente.
– Taylor não enxerga muito bem com o olho esquerdo.

Eddie comentou também dos tempos de atuação da Taylor e questiona se a reação dos fãs daquela época é diferente de agora. Taylor diz que é muito mais “profundo e recompensador” quando um fã chega dizendo que ama suas músicas e o quanto suas músicas os ajudaram, do que quando alguém chega e diz que amava um papel que ela fazia na televisão (Gossip Girl). Pois aquele papel não tem nada relacionado a ela, exceto que ela tinha que comparecer no estúdio e ler seu roteiro. Taylor inclusive usou a palavra “irritante” para descrever esse segundo tipo de “fãs”. E que apesar de ser uma palavra pesada, é a verdade. Pois a música é onde ela descarrega quem realmente é, a atuação era só fantasia, um trabalho.

Taylor inclusive comenta que até hoje ainda recebe várias ofertas de papéis para televisão, mas que só por um milagre, caso aparecesse um projeto muito incrível, ela aceitaria.

Ouçam o áudio completo da entrevista!

TRADUÇÃO POR ONLYTPR

Anúncios