Taylor Momsen deu recentemente uma entrevista para a rádio Q103, em Albany. Confira alguns trechos traduzidos:

Após negar os rumores de colaboração com o cantor Eminem, Taylor foi questionada se tem alguma colaboração em mente para o próximo álbum. Ela diz: “No momento não, mas você nunca saber o que pode surgir. Pode surgir alguém que você sinta que pode elevar sua música. Mas há esse paradigma moderno, de participações criadas para “vender discos”, mas isso é meio tedioso para mim. Então a menos que tenha um propósito e que realmente vá beneficiar a música, então não é algo que eu esteja interessada.

Perguntada se ela acha que é hora de outro renascimento do rock, Taylor diz: “Acredito que sim, e acho que está vindo. Acho que está começando e está a caminho para isso. Eu sempre digo que a música é como um ciclo. Acho que agora estamos vivendo o momento dos anos 50, quando era tudo bem orientado. E então vieram os anos 60, os anos 60 e 70 foi um renascimento da música, e nos anos 80, foi meio que voltando ao gênero pop-single, onde as bandas de rock estavam se inclinando para a veia pop. E então os anos 90 entraram com um gigante “Foda você”, e isso foi uma espécie de último – em minha opinião – último grande ressurgimento do Rock and Roll. Então acho que é hora. E espero que possamos fazer parte disso”.

Quando pressionada sobre quais bandas ela acha que também serão parte deste novo renascimento do rock, Taylor diz: “Soundgarden! Eles não são novos, mas estão fazendo novas músicas. O último álbum deles, ‘King Animal’, é fantástico, e eu ouvi que eles estão de volta ao estúdio, trabalhando em um novo disco, então eu estou ansiosa para ouvir.

No que diz respeito à música nova, eu meio que tenho tendência a ouvir coisas estranhas.  Por exemplo, tem uma banda chamada DIE ANTWOORD que eu realmente amo. Eles estão mais para uma coisa rap. Mas isso é o legal sobre rock and roll – não há limitações. É a liberdade máxima. Inclui rap, o blues, obviamente, jazz, country, Hip-hop… todos os gêneros. É por isso que eu amo tanto o rock and roll – é a liberdade máxima. Como escritora e artista, você não tem limitações, e isso é uma sensação incrível de ter – saber que pode ir em tantos lugares e não ter limitações.

Ouça a entrevista completa:

 

TRADUÇÃO POR ONLYTPR

Anúncios