Taylor Momsen cedeu uma entrevista a Kevin Cooper, do Nottingham Post. Eles falam sobre o novo álbum, rock n’ roll e.. o Natal! Confira a entrevista traduzida:

O novo álbum, Who You Selling For, você está feliz com ele?
Para ser honesto com você eu tenho que dizer que estou extremamente feliz. Acho que todos na banda concordamos que é a nossa realização mais orgulhosa até o momento. No entanto, ainda é apenas um passo para onde vamos.

A turnê começa aqui em Nottingham – Rock City, 19 de Janeiro, o que podemos esperar?
Você pode esperar um show de rock and roll muito alto e estridente, e é muito divertido se você se permitir. Eu realmente espero que todo mundo que vier para o show leve a experiência pelo o que ela é. Muitos agora ficam a noite toda assistindo o show através de suas câmeras e telefones celulares, o que é bom, mas ao mesmo tempo como um fã de música, a fim de ver algo que você ama, você não deveria aproveitar o momento? Tire uma foto, coloque sua câmera ou telefone para baixo e experimente o evento. Há um bilhão de clipes no YouTube se você quiser ve-los, você não precisa gravá-los. Eu só espero que as pessoas gostem da experiência, estejam elas gravando ou vivendo o momento. Só espero que eles tenham um grande show.

Os fãs britânicos apreciam sua música e o que você está tentando fazer?

Nosso primeiro CD foi muito bem recebido por lá, e então cada vez que temos o prazer de fazer uma tour no Reino Unido é uma explosão para nós. Enquanto não é a nossa casa, sentimos como se fosse uma segunda casa para nós. O público é tão acolhedor, eu adoro as pessoas, eu adoro o ambiente, e eu simplesmente amo tudo sobre o Reino Unido.

Também temos cerveja quente.
Você, você realmente têm cerveja quente. É muito difícil encontrar gelo e não sei por quê. A próxima vez que estivermos lá, eu realmente preciso encontrar um pouco de gelo (risos). Talvez tenhamos de colocar gelo no nosso ônibus. Eu não sei por que, mas vocês realmente gostam de suas bebidas quentes, mas eu estou com vocês, eu também gosto.

Cantora, atriz, modelo e escritora. Se você tivesse que colocar sua ocupação em seu passaporte, qual seria?
Isso é fácil, seria escritora. Eu não sou uma atriz, eu só agi como uma quando criança porque fui empurrada para isso muito jovem por meus pais. No entanto, assim que cheguei a uma idade em que eu poderia tomar minhas próprias decisões, eu parei. Atuar não era e não é minha paixão, era apenas algo que eu fiz. A música, composição e auto-expressão é tudo o que eu sou, e é por isso que eu digo escritora. Escrever é a coisa que eu mais faço e é a coisa que me mantém sã, é a minha identidade. Cantar e escrever canções são as duas coisas que eu faço. Eu simplesmente não saberia quem eu sou se não fizesse isso.

Qual foi a último trecho de uma canção ou música que te fez chorar?
Oh, essa é uma pergunta interessante. Eu vou ter que pensar sobre isso porque eu não choro faz um tempo. Pensando nisso, deve ter sido Do Not Think Twice do Bob Dylan, essa música sempre me faz chorar. É tão fantástico e tão emotivo que sempre toca fundo em mim.

Quem você viu pela primeira vez tocar ao vivo em um show?
A primeira banda de verdade que eu vi foi The White Stripes, quando eu tinha sete anos. Meu pai me levou. Foi fantástico. Eu fiquei chocado em quanto barulho duas pessoas podem fazer. Isso certamente foi um ponto de virada para mim como uma futura musicista.

Qual é a sua música de Natal favorita?
Isso é difícil e, curiosamente, eu estava discutindo isso apenas no outro dia. Eu acho que eu teria que dizer quer Father Christmas do The Kinks ou Happy Christmas do John Lennon. São músicas opostas musicalmente, mas ao mesmo tempo, ambas são fantásticos.

Qual seria o seu Natal perfeito?
Um dia de folga onde eu não tenho que acordar e eu posso apenas dormir durante todo o dia. Além de talvez cheirar alguns pinhos de natal e beber um pouco de cidra.

Fonte
Tradução: OnlyTPR

Anúncios